Consultas

Consultas

Ingrese su Nombre y Apellido
Ingrese su teléfono
Ingrese su email
Ingrese una consulta

CULTURA, SOCIEDADE Y NOVOS CENÁRIOS LATINOAMERICANOS

SEMINARIOS DE ACTUALIZAÇÃO

Cultura, Sociedade e Novos Cenários Latinoamericanos

O presente Seminário proporciona uma oferta de cursos sobre temáticas da atualidade que, desde uma perspectiva comparada, permitem por em diálogo certos fenômenos e problemas contemporâneos no contexto latinoamericano.

O seminário de atualização Cultura, Sociedade e Novos Cenários Latinoamericanos inclui uma oferta acadêmica que responde ao tema proposto no âmbito do qual os alunos devem escolher dois cursos de acordo com seus interesses e necessidades. O seminário tem uma carga horária total de 36 horas, compreendendo dois cursos de 18 horas. Cada curso tem sua própria avaliação.

O certificado é emitido pelo Seminário de Atualização de Cultura, Sociedade e Novos Cenários Latinoamericanos



Os cursos podem ser feitos simultaneamente ou consecutivamente, ou seja, dentro de duas semanas (simultânea) ou um mês (consecutivo).

Na aba Cursos está detalhada a oferta acadêmica correspondente a cada seminário, para que cada aluno escolha aqueles que são de seu interesse.

A modalidade dos cursos é presencial e em espanhol.
14 DE FEVEREIRO 2018

MODALIDADE
Presencial

SEDE ESTUDADOS
FLACSO, Argentina
Tucumán 1966 - C.A.B.A.

INSCRIÇÕES ON LINE
El cupo mínimo para abrir cada curso es de 10 alumnos

De 14 até 24 de Fevereiro

O curso propõe uma atualização sobre a situação dos direitos sexuais e reprodutivos na América Latina, a partir de uma abordagem interdisciplinar para explicar o papel das igrejas e outras instituições paraeclesiáticas religiosas (federações, ONGs, universidades, think tanks), especialmente, católica, evangélica, como atores de lobby e advocacia em discussões e os desenvolvimentos de políticas de sexualidade e reprodução. Ao mesmo tempo, estudamos a dinâmica do pluralismo religioso e interpelação nível social proposta pela cultura da Nova Era e as novas espiritualidades para a política e as questões de gênero e sexualidade.
Professores: Karina Felitti e Daniel Jones Veja o programa
A ideia (princípio) da interdisciplinaridade como inovação do quadro epistemológico para fazer pesquisas, conhecer e definir os problemas complexos da vida real. E a proposta da intersetorialidade como essencial para as ações da racionalidade e das decisões da administração pública que muitas vezes afundou em ensaios; não excedam a fase experimental que não estão localizados em seu contexto histórico.
Professores: Nora Elichiry, Ricardo Muir e Héctor Poggiese Veja o programa
Quando nós somos pessoas normais e quando perfomáticos cidadãos? O que há na cultura latino-americana que gera uma forma particular e idiossincrático deproducción no campo das artes? Estamos aproximando as Artes para o reconhecimento da questão social? São discursos hegemônicos representativos da nossa vida ou são insumos para a criação artística? Este seminário pretende olhar para a cultura da sociedade latino-americana como etnoescenológica perspectiva. Informe-se sobre nossa sociedade e as artes do espectáculo, o que nos pertence eo que não nos pertence. fórmulas alquímicas particulares (mal-entendidos e "más interpretações"), por meio do qual resignificamos e materiais efuncionalizamos que vêm de outras partes, particularmente a partir dos centros hegemônicos de artes e cultura. Como trabalhamos e como reagimos a essas diversas, estímulos sociais culturais políticos, filosóficos. Entendemos produtos culturais e produções especialmente estéticos como metáforas epistemológicos e sócio-culturais que nos permitem perceber em sua concretude sensível, e investigar os problemas e conflitos da nossa situação particular no primeiro contexto latino-americano e no contexto mundial conturbado presente depois. ferramentas heurísticos que nos permitem realizar este inquérito vem da sociologia do teatro, Etnocenologia e antropologia teatral. O curso visa a análise e reconhecimento das artes do espectáculo como uma ferramenta para a visibilidade e transformação da questão social nos cenários sócio-políticos e culturais da América Latina.
Professora: Estela Angela Castronuovo Veja o programa
Ao longo dos atendidos, várias questões relacionadas com a sociologia da educação, estrutura social e do mercado de trabalho, bem como palestras sobre o link irá abordar educação e trabalho. Inicialmente composta das duas primeiras classes do bloco seminário incidirá sobre os temas da estrutura social e educação do debate proposto por alguns teóricos da sociologia da educação. E vai trabalhar sobre os aspectos conceituais da sociologia da educação e debates sobre educação e link de trabalho é abordada tendo em conta a investigação e produção recente. Finalmente, um segundo bloco, composto pelos últimos três classes, a relação da educação será dirigida e trabalho que liga a análise do mercado de trabalho, o desempenho econômico e seu impacto sobre as condições de vida da população, retomando autores clássicos e contemporâneos. Será dada especial importância ao longo dos textos do curso que promovem o pensamento crítico, no sentido de um modelo interpretativo pluralista, que integra novos quadros epistemológicos desenvolvidos no chamado "sul global" e um olhar latino-americano.
Professoras: Ana Miranda e Agustina Corica Veja o programa
Considerando o estudo da vida dos seres humanos localizados no tempo histórico e lugar, atravessada pelo "timing" da vida, a interdependência das trajetórias e interação com o contexto histórico e social; o paradigma do curso de vida engloba o desenvolvimento individual na mudança de contextos sociais, culturais e históricas. Concentra-se em trajetórias de vida individuais, bem como o equipamento de corrida de indivíduos através de suas vidas com os da família e do mundo do trabalho. Essa perspectiva fornece uma compreensão da localização das coortes em seus contextos históricos. Especificamente, o curso da vida permite aos pesquisadores entender as circunstâncias históricas que afetaram as vidas de membros de diferentes grupos e ajuda a explicar a diversidade na construção da "idade avançada" idade avançada. Baixo este paradigma, exemplificada com a análise da pesquisa científica específica, este curso irá desenvolver-se. Teremos a presença do Dr. Fernando Rada Schultze para desenvolver o tema da diversidade de gênero no decorrer da vida.
Professoras: Dra. María Julieta Oddone, Dr. Gustavo Mariluz e Dra. Paula Pochintesta Veja o programa
O curso oferece um olhar sobre a situação dos direitos humanos na região, sua perspectiva histórica e ação de vários movimentos sociais em relação a eles. Para este fim analisaremos: 1) componentes teóricos e administrativos do sistema de direitos humanos atual; 2) processos históricos de violação dos direitos (por meio do colonialismo, dependência, ditaduras militares e políticas neoliberais); 3) movimentos e organizações que lutaram (e lutam) para a reparação histórica e respeito pelos direitos humanos em todas as suas facetas; 4) situação específica dos direitos relacionados com a terra, trabalho, saúde, idade, etnia, gênero e sexualidades; 5) possibilidades de um ponto da vista próprio e um desenvolvimento integral e harmonioso para o bem-estar dos povos (o bom viver/Sumak Kawsay).
Professor: Daniel Giorgetti Veja o programa
O curso oferece ferramentas conceituais para analisar os processos interculturais envolvendo a migração no contexto latino-americano. Com esse fim, são expostos e discutidos a literatura teórica e os estudos de casos apresentados. As formas adquirem relações interculturais em geral e em relação a grupos de migrantes particularmente numa perspectiva comparativa entre diferentes momentos históricos e entre a Argentina com outros países latino-americanos analisados. Às consequências das deslocações de população na América Latina em relação à mudança na composição demográfica de suas diferentes regiões, desenvolvimento econômico, produção e aprofundamento das desigualdades, o surgimento de formas de segregação, a discriminação, a xenofobia e o racismo são examinados. As respostas geradas por diversos movimentos sociais de questões culturais e políticas de situações em encontros interculturais e circulação de bens simbólicos relacionados a grupos de migrantes nas análises continentes são apresentados.
Professor: Fernando Fischman Veja o programa
14 DE FEVEREIRO 2018

MODALIDADE
Presencial

SEDE ESTUDADOS
FLACSO, Argentina
Tucumán 1966 - C.A.B.A.

INSCRIÇÕES ON LINE

SEMANA 1 - DE 12 ATÉ 19 DE FEVEREIRO 2018

HorarioSEG 12TER 13QUA 14QUI 15SEX 16SA 17DOM 18
AMANHÃ10 a 13hs - Interculturalidade e migração no modo comparado
10 a 13hs - Direitos Humanos e Movimentos Sociais
10 a 13hs - Juventude, desigualdade e justiça social: a transição para o mundo do trabalho10 a 13hs - Interculturalidade e migração no modo comparado
10 a 13hs - Direitos Humanos e Movimentos Sociais
10 a 13hs - Juventude, desigualdade e justiça social: a transição para o mundo do trabalho
10 a 13hs - Interculturalidade e migração no modo comparado
10 a 13hs - Juventude, desigualdade e justiça social: a transição para o mundo do trabalho
10 a 13hs - Direitos Humanos e Movimentos Sociais
TARDE13 a 16hs - Dilemas contemporâneos de governança regional: A América Latina
15 a 18hs - Inclusão social e proteção do direito à saúde
15 a 18hs - Inclusão social e proteção do direito à saúde13 a 16hs - Dilemas contemporâneos de governança regional: A América Latina
15 a 18hs - Inclusão social e proteção do direito à saúde
15 a 18hs - Inclusão social e proteção do direito à saúde13 a 16hs - Dilemas contemporâneos de governança regional: A América Latina
15 a 18hs - Inclusão social e proteção do direito à saúde
NOITE18 a 21hs - Implicações sociais do envelhecimento e diversidade velhice no contexto latino-americano
18 a 21hs - Política e História do Tango
17 a 20hs -Democracia participativa na América do Sul
18 a 21hs - Implicações sociais do envelhecimento e diversidade velhice no contexto latino-americano
17 a 20hs -Democracia participativa na América do Sul
18 a 21hs - Implicações sociais do envelhecimento e diversidade velhice no contexto latino-americano
18 a 21hs - Política e História do Tango
17 a 20hs -Democracia participativa na América do Sul
18 a 21hs - Implicações sociais do envelhecimento e diversidade velhice no contexto latino-americano
18 a 21hs - Política e História do Tango

SEMANA 2 - DE 20 ATÉ 24 DE FEVEREIRO 2018

HorarioSEG 20TER 21QUA 22QUI 23SEX 24SA 24
AMANHÃ10 a 13hs - Interculturalidad y migración en clave comparada
10 a 13hs - Direitos Humanos e Movimentos Sociais
10 a 13hs - Juventud, desigualdad y justicia social: la transición al mundo del trabajo10 a 13hs - Interculturalidad y migración en clave comparada
10 a 13hs - Direitos Humanos e Movimentos Sociais
10 a 13hs - Juventud, desigualdad y justicia social: la transición al mundo del trabajo
10 a 13hs - Interculturalidad y migración en clave comparada
10 a 13hs - Juventud, desigualdad y justicia social: la transición al mundo del trabajo
10 a 13hs - Direitos Humanos e Movimentos Sociais
TARDE14 a 17hs - Dilemas contemporáneos de la gobernanza regional
15 a 18hs - Inclusión social temprana y protección del derecho a la salud
14 a 17hs - Inclusión social temprana y protección del derecho a la salud14 a 17hs - Dilemas contemporáneos de la gobernanza regional14 a 17hs - Dilemas contemporáneos de la gobernanza regionalPaneles de invitados
NOITE17 a 21.15hs - Implicações sociais do envelhecimento e diversidade velhice no contexto latino-americano
18 a 21hs - Política e História do Tango
17 a 21.15hs -Democracia participativa na América do Sul
18 a 21hs - Implicações sociais do envelhecimento e diversidade velhice no contexto latino-americano
17 a 21.15hs -Democracia participativa na América do Sul
18 a 21hs - Política e História do Tango
17 a 21.15hs -Democracia participativa na América do Sul
18 a 21hs - Política e História do Tango
Paneles de invitados

PARTICIPANTES