Consultas

Consultas

Ingrese su Nombre y Apellido
Ingrese su teléfono
Ingrese su email
Ingrese una consulta

Cultura, Sociedade y Novos Cenários Latinoamericanos

SEMINARIOS DE ACTUALIZAÇÃO

Cultura, Sociedade e Novos Cenários Latinoamericanos

O presente Seminário proporciona uma oferta de cursos sobre temáticas da atualidade que, desde uma perspectiva comparada, permitem por em diálogo certos fenômenos e problemas contemporâneos no contexto latinoamericano.

O seminário de atualização Cultura, Sociedade e Novos Cenários Latinoamericanos inclui uma oferta acadêmica que responde ao tema proposto no âmbito do qual os alunos devem escolher dois cursos de acordo com seus interesses e necessidades. O seminário tem uma carga horária total de 36 horas, compreendendo dois cursos de 18 horas. Cada curso tem sua própria avaliação.

O certificado é emitido pelo Seminário de Atualização de Cultura, Sociedade e Novos Cenários Latinoamericanos



Os cursos podem ser feitos simultaneamente ou consecutivamente, ou seja, dentro de duas semanas (simultânea) ou um mês (consecutivo).

Na aba Cursos está detalhada a oferta acadêmica correspondente a cada seminário, para que cada aluno escolha aqueles que são de seu interesse.

A modalidade dos cursos é presencial e em espanhol.
14 DE FEVEREIRO 2018

MODALIDADE
Presencial

SEDE ESTUDADOS
FLACSO, Argentina
Tucumán 1966 - C.A.B.A.

Importante La Oferta acadêmica 2018
será actualizado em Julho/2018

INSCRIÇÕES ON LINE
El cupo mínimo para abrir cada curso es de 10 alumnos

13 al 24 de Fevereiro

O tango é mais do que um gênero musical: é uma experiência de sentido, uma forma de construção valorativa, um modelo de identidade. Sua história, a partir dos primeiros tangos do bordel até a chegada de Astor Piazzolla, está intimamente ligada às condições políticas e sociais que prevalecem na Argentina -particularmente em Buenos Aires- durante mais de cem anos.
Por que, se sua origem prostibulária é tagarelice e desenfado, se tornam em "um pensamento triste que se dança"? Se a dança é sedução e erotismo, toque e prazer, por que o tango é triste? Dificilmente pode-se encontrar uma música popular que constrói, em suas letras, uma ordem moral tão rigorosa como no tango. Qual é a razão? Por que a poesia exige uma mãe assexuada ou uma namorada ingênua? Por que o bairro é um refúgio de identidade e qualquer forma de progresso social é visto como um problema? Neste curso intensivo tenta-se responder a estas indagações a partir de sua história e genealogia política.
Docente: Gustavo Varela Ver programa
Nos últimos 20 anos, cresceram as experiências e práticas de políticas públicas com participação popular em países da América do Sul que, movendo-se entre os limites e restrições próprias da democracia representativa, procuram ampliá-la e transformá-la. As relações entre sociedade e Estado voltam-se à democracia direta ou se dirigem à participativa? Modelos inovadores na tomada de decisão governamental: PP&PP (planejamento participativo e orçamento participativo), GA (gestão associada) e outros. O curso vai trabalhar comparando as semelhanças, diferenças e contrastes entre modelos participativos testados na governança dos países da região sul-americana, assim como também serão exploradas as tendências e cenários prospectivos para a democracia participativa.
Docentes: Hector Poggiese y profesores invitados de Brasil y Colombia Ver programa
Durante este curso se analisaram os quadros teóricos e paradigmas relacionados com a saúde que seguiram o conceito original da OMS e que hoje estão em completa revisão e questionamento crítico. Os direitos humanos, como um fenômeno contemporâneo, exigem respostas políticas, institucionais e comunitários que assistam a seu reconhecimento e tradução de ações para fortalecer os processos de consolidação democrática e como uma alternativa para lutar contra a injustiça social. América Latina é a região mais desigual do mundo. Promover o direito à saúde, com uma abordagem inclusiva serve para traduzir os quadros das declarações em ações tangíveis e concretas.
Docentes: Raúl Mercer, Karina Cimmino, Ernesto Durán (Colombia) y Sergio Meresman Ver programa
O curso tem como objetivo abordar os processos de transição dos jovens para o mundo do trabalho por meio das análises dos processos diferentes que influenciá-la. O enfoque será sobre as questões de desigualdade e justiça social a partir do debate proposto por alguns teóricos da sociologia da educação. Também se trabalhará em aspectos conceituais relacionados à sociologia da juventude e se abordará as discussões recentes sobre conceitos de juventude e transição da juventude considerando a investigação e produção recente. Finalmente, se abordará a relação que liga a educação com o mundo do trabalho em relação à análise do mercado de trabalho, o desempenho econômico e seu impacto sobre as condições de vida da população, tendo como base autores clássicos e contemporâneos. Será dada especial importância ao longo dos textos do curso que promovem o pensamento crítico, no sentido de um modelo interpretativo pluralista, que integra novos quadros epistemológicos desenvolvidos no chamado "sul global" e um olhar latino-americano.
Docentes: René Bendit, Ana Miranda y Agustina Corica Ver programa
Neste curso serão estudados os aspectos sóciodemográficos do envelhecimento e seu impacto sobre a estrutura social. Serão abordados aspectos éticos e teóricos envolvidos em cada caso. Também serão introduzidas as características psicossociais do envelhecimento e construção de diversidade na velhice. Como paradigma teórico metodológico será abordado à construção da velhice no curso da vida. Entre outros aspectos culturais, vai trabalhar em imagens e crenças atuais sobre o envelhecimento, bem como mitos e preconceitos na construção do “ageism". Finalmente, serão discutidos os conceitos básicos da abordagem de direitos ao abordar o envelhecimento e a velhice.
Docentes: Julieta Oddone, Gustavo Mariluz, Paula Pochintesta y Fernando Rada Schultze Ver programa
A integração regional parece estar em crise na América Latina e no mundo. Os modelos tradicionais de integração estão numa fase de exaustão. Porém, a necessidade de gerar políticas comuns entre os países é agora mais relevante do que nunca: dois são os casos mais ilustrativos, o Brexit e Aliança transpacífico. Na América Latina, após uma década de governos de centro-esquerda com uma forte marca latinoamericanista, a chegada de governos neoliberais representa uma nova agenda nesta matéria e transforma o foco para outras direções.
O objetivo deste seminário é, portanto, analisar o escopo destes processos de integração/cooperação desde a região, bem como identificar alguns dos principais problemas que enfrentam e as mudanças que passam por uma ordem mundial multilateral. Especificamente, concentraremos nos problemas associados com atores e processos não estatais e não tradicionais, como a migração, a crise de legitimidade democrática e a insegurança interna. Estas problemáticas e as diferentes soluções de prova serão analisadas a partir de perspectivas nacionais e regionais com foco no Cone Sul, mais precisamente na Argentina, Brasil e Chile.
Docentes: Mercedes Botto Ver programa
O curso tem como objetivo analisar os atuais processos de reconhecimento, defesa e reparação de violações dos direitos humanos na região, enfatizando o papel das organizações sociais e movimentos significativos no contexto sócio-político do início do século XXI, a partir da premissa de que, naquela época os projetos consolidados eram de política nacional, que priorizou questão social.
Docente: Daniel Giorgetti Ver programa
O objetivo do curso é fornecer ferramentas conceituais para a análise de processos interculturais que envolvem a migração no contexto latino-americano a partir da discussão de estudos teóricos da literatura e do caso. Trabalhará com o desenvolvimento de relações interculturais em geral e em relação a grupos de migrantes particularmente na Argentina será discutido em diferentes momentos históricos
Docente: Fernando Fischman Ver programa
14 DE FEVEREIRO 2018

MODALIDADE
Presencial

SEDE ESTUDADOS
FLACSO, Argentina
Tucumán 1966 - C.A.B.A.

Importante La Oferta acadêmica 2018
será actualizado em Julho/2018

INSCRIÇÕES ON LINE
14 DE FEVEREIRO 2018

MODALIDADE
Presencial

SEDE ESTUDADOS
FLACSO, Argentina
Tucumán 1966 - C.A.B.A.

Importante La Oferta acadêmica 2018
será actualizado em Julho/2018

INSCRIÇÕES ON LINE

SEMANA 1 - Del 13 al 19 de Fevereiro 2017

HorarioSEG 13TER 14QUA 15QUI 16SEX 17SA 18DOM 19
AMANHÃ10 a 13hs - Interculturalidade e migração no modo comparado
10 a 13hs - Direitos Humanos e Movimentos Sociais
10 a 13hs - Juventude, desigualdade e justiça social: a transição para o mundo do trabalho10 a 13hs - Interculturalidade e migração no modo comparado
10 a 13hs - Direitos Humanos e Movimentos Sociais
10 a 13hs - Juventude, desigualdade e justiça social: a transição para o mundo do trabalho
10 a 13hs - Interculturalidade e migração no modo comparado
10 a 13hs - Juventude, desigualdade e justiça social: a transição para o mundo do trabalho
10 a 13hs - Direitos Humanos e Movimentos Sociais
TARDE13 a 16hs - Dilemas contemporâneos de governança regional: A América Latina
15 a 18hs - Inclusão social e proteção do direito à saúde
15 a 18hs - Inclusão social e proteção do direito à saúde13 a 16hs - Dilemas contemporâneos de governança regional: A América Latina
15 a 18hs - Inclusão social e proteção do direito à saúde
15 a 18hs - Inclusão social e proteção do direito à saúde13 a 16hs - Dilemas contemporâneos de governança regional: A América Latina
15 a 18hs - Inclusão social e proteção do direito à saúde
NOITE18 a 21hs - Implicações sociais do envelhecimento e diversidade velhice no contexto latino-americano
18 a 21hs - Política e História do Tango
17 a 20hs -Democracia participativa na América do Sul
18 a 21hs - Implicações sociais do envelhecimento e diversidade velhice no contexto latino-americano
17 a 20hs -Democracia participativa na América do Sul
18 a 21hs - Implicações sociais do envelhecimento e diversidade velhice no contexto latino-americano
18 a 21hs - Política e História do Tango
17 a 20hs -Democracia participativa na América do Sul
18 a 21hs - Implicações sociais do envelhecimento e diversidade velhice no contexto latino-americano
18 a 21hs - Política e História do Tango

SEMANA 2 - Del 20 al 24 de Fevereiro 2017

HorarioSEG 20TER 21QUA 22QUI 23SEX 24
AMANHÃ10 a 13hs - Interculturalidad y migración en clave comparada
10 a 13hs - Direitos Humanos e Movimentos Sociais
10 a 13hs - Juventud, desigualdad y justicia social: la transición al mundo del trabajo10 a 13hs - Interculturalidad y migración en clave comparada
10 a 13hs - Direitos Humanos e Movimentos Sociais
10 a 13hs - Juventud, desigualdad y justicia social: la transición al mundo del trabajo
10 a 13hs - Interculturalidad y migración en clave comparada
10 a 13hs - Juventud, desigualdad y justicia social: la transición al mundo del trabajo
10 a 13hs - Direitos Humanos e Movimentos Sociais
TARDE13 a 16hs - Dilemas contemporáneos de la gobernanza regional
15 a 18hs - Inclusión social temprana y protección del derecho a la salud
15 a 18hs - Inclusión social temprana y protección del derecho a la salud13 a 16hs - Dilemas contemporáneos de la gobernanza regional13 a 16hs - Dilemas contemporáneos de la gobernanza regionalPaneles de invitados
NOITE18 a 21hs - Implicações sociais do envelhecimento e diversidade velhice no contexto latino-americano
18 a 21hs - Política e História do Tango
17 a 20hs -Democracia participativa na América do Sul
18 a 21hs - Implicações sociais do envelhecimento e diversidade velhice no contexto latino-americano
17 a 20hs -Democracia participativa na América do Sul
18 a 21hs - Política e História do Tango
17 a 20hs -Democracia participativa na América do Sul
18 a 21hs - Política e História do Tango
Paneles de invitados

PARTICIPANTES